BLOG | Alimentos que ajudam a diminuir a temida barriguinha!

Alimentos que ajudam a diminuir a temida barriguinha!

Veja nossas dicas para você ter aquela barriga que sempre sonhou: lisa e sem ondulação! 
 
Aquela barriguinha saliente, que tanto incomoda, pode ter diversas causas: genética, alteração hormonal, retenção de líquido, excesso de peso e má postura. Mas certos alimentos também levam a distensão abdominal.
 
Alimentos formadores de gases (como feijão, frituras, pães, enlatados), gordurosos e com excesso de sal podem aumentar o volume da barriga, por isso, é importante ter atenção na hora de consumi-los, porque, além da questão estética podem provocar desconforto físico.
 
O bom é que eles podem ser substituídos  por outras opções mais saudáveis. A seguir, veja um raio X desses alimentos e caminhos que levarão você a ter uma barriga mais chapada:
 
Pão branco e massas: alimentos feitos com a farinha refinada fornecem um carboidrato suscetível a fermentação e produção de gases que levam à distensão abdominal. Pessoas com hipersensibilidade ao glúten (proteína presente no trigo) ou com doença celíaca podem apresentar ainda sintomas como a flatulência.
 
Nestes casos, a melhora ocorre com uma dieta de eliminação que deve ser avaliada por um profissional de saúde capacitado.  Sugestão saudável: opte por pães e massas integrais, ricos em fibras.
 
Açúcar: a sacarose propicia o desenvolvimento da disbiose intestinal (desequilíbrio da flora do intestino), fazendo com que as bactérias benéficas diminuam e as bactérias prejudiciais proliferem, podendo levar à distensão. O excesso também se transforma em energia de reserva e aumenta a quantidade de gordura abdominal; Sugestão saudável: tente abandonar o uso excessivo de açúcar e, aos poucos, descubra o sabor natural dos alimentos.
 
Bebida alcoólica: o álcool aumenta a permeabilidade da mucosa do intestino, aumenta o quadro de desequilíbrio da flora (bactérias) intestinal, podendo levar ao aumento de volume abdominal. Sugestão saudável: evite o consumo exagerado de bebidas alcoólicas.
 
Refrigerante: estufa a barriga por causa da presença do gás e pelo açúcar contido em algumas bebidas. Sugestão saudável: prefira sucos de frutas naturais.
 
Feijão: alguns carboidratos (oligossacarídeos) presentes no feijão escapam da digestão e são metabolizados pelas bactérias presentes na parte baixa do trato digestório, podendo causar gases e flatulência. Sugestão saudável: eliminar o alimento da dieta não é uma boa opção, devido ao grande valor nutricional. Deixar de molho e trocar de tempos em tempos a água dos grãos, antes de cozinhar, ajudam a reduzir o problema da formação de gases.
 
Repolho e couve-flor: esses vegetais são da família das brássicas, nas quais estão presentes compostos sulfurados capazes de aumentar a produção de gases. Sugestão saudável: seu consumo não deve ser desestimulado, pois muitas pesquisas mostram seus efeitos positivos na prevenção de doenças crônicas.
 
Pimentão verde: durante o processo de amadurecimento os pimentões variam de cor, indo do verde ao amarelo ou vermelho. Os verdes são colhidos antes da maturação e como estes vegetais só amadurecem no pé, não mudam a tonalidade. No entanto, para muitas pessoas o pimentão verde pode ser de difícil digestão quando comparados aos outros. Sugestão saudável: prefira pimentão amarelo ou vermelho.
 
Laticínios: para quem tem intolerância a lactose consumi-los pode gerar flatulência e diarreia. Sugestões saudáveis: leite de cereais (quinoa, arroz); leite de sementes (gergelim, girassol); leite de oleaginosas (amêndoas, castanha-do-pará); extrato de soja.
 
Produtos industrializados (bolacha, refrigerante, macarrão pronto, embutidos): substâncias químicas presentes nestes alimentos sobrecarregam o fígado e a vesícula. Isso aumenta as chances de armazenar gordura principalmente no abdome, já que nesta região temos mais receptores de insulina que dão o comando para armazenar gordura. Sugestões saudáveis: opte por frutas e alimentos naturais, integrais, sem corantes ou conservantes.
 
Veja outras dicas para uma barriguinha mais enxuta:
 
- Mastigue lentamente os alimentos;
- Evite beber líquidos em excesso durante as refeições;
- Prefira alimentos integrais ricos em fibras;
- Tenha o hábito de tomar água ao longo de todo o dia;
- Pratique atividade física: além de queimar calorias isso ajuda no bom funcionamento do organismo de maneira geral;
- Aumente o consumo de alimentos diuréticos, como erva doce, salsão, coentro, berinjela, endívias, alho, limão, noz-moscada, cebola, salsa, hortelã, abacaxi, melancia e maracujá.

Retirado e adaptado de : www.emagrecendo.com.br

AGENDE SUA CONSULTA VIA WHATSAPP AGORA MESMO!
É SIMPLES E RÁPIDO.

27. 99529-8441

ONDE ESTAMOS

Rua Angelindo Carrareto, 21
Morada de Camburi - Vitória - ES / CEP: 29062-505

contato@clinicaghpn.com.br

Copyright 2018 | Todos os direitos reservados a Clínica GHPN

DESENVOLVIDO POR FBRANDÃO AGÊNCIA DIGITAL